Tag Archives: Download

Panda Bear – Last Night At The Jetty

12 nov

O Panda Bear está lançando uma série de singles, mas isso você já sabe, e agora, chegou a vez de sair o lançamento do terceiro dos quatro discos a serem lançados. Dessa vez saiu a “Last Night At The Jetty”, música que o cara já vinha tocando em alguns festivais afora. Com os vocais harmoniosos típicos do cara, Panda Bear continua na sua jornada através de singles fantásticos, dessa vez com a canção mais melódica e até mais “pop” das que já sairam. Como disse, a qualidade entretanto continua altíssima, e resta agora ouvir o lado-b do single, “Drone”, que sai com o lançamento do single físico no final de Dezembro. Do jeito que tá indo, o Tomboy promete ser um dos melhores lançamentos do ano que vem, mesmo com a maioria das suas músicas lançadas nesse ano. Ouçam o single abaixo.

Panda Bear – Last Night At The Jetty

TV Girl – If You Want It

10 nov

TV Girl é o nome de um grupo de San Diego que faz aquele típico bedroom-pop: lo-fi, caseiro e deliciosamente irresistível. Como se não bastasse, os caras estão ganhando um hype generoso nesse final de ano por conta de um EP gratuito que disponibilizaram (baixe aqui), e desde então a banda vêm apontando como mais um nome para se ficar de olho em 2011. “If You Want It”, o primeiro single do EP, conta aquela velha história de bêbado querendo se aproveitar do outro sexualmente, mas o TV Girl é mais suave, e mesmo admitindo que a parceira só está fazendo isso por que está de fato fora de si, ainda diz que só faria “se ela quiser”, daí o título da música. É uma historinha típica (e engraçada), embalada por suaves guitarras e até um solo de saxofone beirando o sensual no finalzinho, o suficiente para tornar essa canção ainda mais propícia, se é que me entendem. A vibe relax da música na verdade vem de um sample de “Hello It’s Me”, uma música que não conheço de uma cara chamado Todd Rundgrens, mas sinceramente, tudo se encaixa tão bem que a única coisa que você vai querer  saber no final do EP é a data do próximo lançamento do grupo. Baixe o encantador EP TV Girl aqui, e aguarde por mais novidades da banda em breve.

TV Girl – If You Want It

Kanye West – All Of The Lights

3 nov

Eis aqui a música mais esperada do novo disco do Kanye West, “All Of The Lights”. Desde o curta “Runaway” e o preview da música nele, a internet estava esperando ansiosamente por essa canção, logo após também saber que a faixa teria a participação de 11 convidados. “Uma bagunça isso vai ser”, logo pensei. Mas com 5 minutos apenas, e as participações de Rihanna, Elton John, Fergie, John Legend, The-Dream, Ryan Leslie, Tony Williams, Charlie Wilson, La Roux, Alicia Keys e Kid Cudi, a faixa é a melhor coisa de hip-hop que já saiu esse ano. E ao contrário do que pensei, a faixa não é uma bagunça, muito pelo contrário. As participações (fora a da Rihanna e da Fergie), são bem sutis, e nos deixa até um pouco decepcionado se você pensou que iria ouvir um dueto entre La Roux e a Alicia Keys. O mais legal é ouvir e reparar aonde cada artista se encaixou, desde backing vocals (Alicia Keys), a refrões completos (Rihanna) e pianos (Elton John). Enfim, se tem uma faixa que todos queriam ouvir do My Beautiful Dark Twisted Fantasy é essa aqui, e partir de agora, com uma das melhores músicas do rapper em mãos, a espera até dia 22 de Novembro vai ser uma mais tranquila.

Kanye West – All Of The Lights

Girls – Heartbreaker

25 out

O disco do Girls do ano passado, certamente foi um dos cinco melhores do ano na minha opinião, e desde Maio desse ano a banda ja vinha dando dicas de que haveria um novo lançamento em breve. Broken Dreams Club é quase isso. Na verdade, é apenas um EP, com seis faixas inéditas, que será lançado dia 22 de Novembro, com o título de uma das canções mais legais que a banda vem tocando em seus shows, a balada country “Broken Dreams Club” (que você pode ouvir ao vivo aqui). O primeiro single, entretanto, é “Heartbreaker”, uma canção que embora siga a mesma linha já trabalhada pelo grupo, nos apresenta um som menos “pop” e imediato, mas igualmente recompensador. Sobre o EP, o grupo disso que é um presente aos fãs. Feito com o dinheiro que eles ganharam durante a turnê do Girls, a banda disse que é uma prévia do que estar por vir, e que agora sim eles estão trabalhando com os instrumentos que sempre sonharam e com a produção que queriam ter tido no primeiro disco, mas que infelizmente (ou felizmente), só puderam ter agora.

A canção está sendo oferecida de graça em troca do seu email, mas se preferir, pode baixá-la logo aqui em baixo também. Aguardemos ansiosos o lançamento do EP em Novembro, e consequentemente, do novo álbum do grupo em 2011.

♫ Girls – Heartbreaker

The Black Eyed Peas – The Time (The Dirty Bit)

21 out

Os The Black Eyed Peas, depois de uma passagem pelo Brasil, não parecem parar para descansar. Que os caras já estavam trabalhando no próximo álbum, o The Beginning, todo mundo já sabia, mas que ele sairia tão cedo não. Pois bem, vaza hoje o primeiro single do novo álbum do grupo, “The Time (The Dirty Bit)”. A música parece estar na forma de um remix, mas infelizmente é a versão original. O refrão encantador todos já devem conhecer: trata-se de uma regravação de “Time of My Life”, música chave do filme Dirty Dancing de 1987, que ganha um refrão cheio de batidas trance já conhecidas para quem ouviu o álbum anterior do grupo. Até aí nada mal, mas o “Dirty Bit” do título, é a parte chata. Quando Will.I.Am clama pelo “pedaço sujo”, uma leva de batidas trance que parecem ter saídos de um remix do David Guetta invade a música, e o que deve soar legal nos clubes ou num futuro remix, certamente não soa legal numa versão original. Ouçam a música abaixo, que deve ser hit nos rádios, e esperem por The Beginning para o começo do ano que vem.

♫ The Black Eyed Peas – The Time (The Dirty Bit)

The Limousines – Internet Killed The Video Star/Very Busy People

21 out

Esse é um daqueles posts que precisava escrever mas estava enrolando desde Agosto, com medo de criar um post que não fizesse jus à banda. Mas de qualquer forma, postei  álbum aqui na barra lateral a um tempinho, e bem, 55 curiosos leitores já pelo menos viram a brilhante capa (que é um desenho!) e baixaram o disco. Agora para aqueles que ainda não fizeram, por favor, vá aqui do lado e baixe-o agora. The Limousines, se chama a banda, que faz um electro-rock que lembra um pouco o Freelance Whales. Se você também não conhece a outra banda, pense num electro-rock suave, com muitos refrões e um toque de gênio que falta em muitos lançamentos desse ano. E o melhor, o álbum todo é bom, não apenas os singles. Resultado? Depois do The Suburbs, Get Sharp foi o disco que mais ouvi nesse segundo semestre.

“Mas o que diferencia o The Limousines das outras bandas?”, você me pergunta, e eu digo: as letras. Vamos dar uma olhada em “Internet Killed The Video Star”, paródia de uma música que nem preciso citar:

“The kids are disco dancing
They’re tired of rock ‘n’ roll
Don’t bother telling them that drum machine ain’t got no soul

But they don’t wanna listen no
They think they heard it all
They trade those guitars in for drum machines and disco balls

We can’t rewind now we’ve gone too far
The internet killed the video star”

OK, basicamente uma crítica à nossa geração, que trocou guitarras por samples, drum machines e disco balls. Mas bem, enquanto isso poderia ser a letra de uma banda de rock pesado revoltada com a música do século XXI, na voz dos The Limousines tudo fica mais suave e menos agressivo do que parece, despistando até mesmo os ouvintes mais atenciosos com suas guitarras, refrões grudentos e adivinha, samples e drum machines. Basicamente soa como aquele seu melhor amigo chato pra caramba, que diz que odeia suas bandas “modernas” mas acaba cantando Passion Pit bêbado na balada com você. Mas todos nós amamos ele, certo?

 

The Limousines

The Limousines

A segunda música que também não poderia deixar de comentar é “Very Busy People”. Com um tom um pouco menos agitado que a anterior, pra variar, a música não fala sobre executivos ou políticos. Na verdade, a música pode parecer um ataque aos hipsters no inicio, mas na verdade falam dos jovens em geral, nesse caso, as pessoas “muito atarefadas”. Com ironia, a música é uma crítica à nossa juventude, dessa vez, ao nosso estilo de vida – somos os fúteis, descompromissados, os que não tem nada para fazer/lutar. O retrato que eles fazem (e se colocam também) é um tanto quanto caricato, mas mais uma vez, com o toque de gênio da banda, eles devem fazer você refletir um pouquinho, principalmente com as letras do tipo:

“We’ll end up numb
From playing video games
And we’ll get sick of having sex

And we’ll get fat
From eating candy
As we drink ourselves to death,

I’ve got an ipod like a pirate ship
I’ll sail the seas
With fifty thousand songs i’ve never heard

We are very busy people”

Podem se defender nos comentários, mas quem não se relacionou com o trecho acima, ou com as outras partes da música, por favor atire a primeira pedra. O mais legal, como já disse, é que mesmo se as letras não fossem brilhantes, os caras aqui fazem música pop com maestria, então mesmo que você não entenda muito inglês ou não esteja com paciência para traduzir tudo no Google, ainda irá se perder nas suas melodias e refrões. No final, vale a pena investir nesse disco, que chega como mais uma bela surpresa do ano, e que infelizmente, vem sido pouco divulgada. Espero sinceramente que isso mude.

Para isso, começe baixando o disco aqui na lateral, mas já vai ouvindo ele completo após o jump. E mais, assista ao vídeo de “Internet Killed The Video Star” logo abaixo também.

♫ The Limousines – Internet Killed The Video Star

♫ The Limousines – Very Busy People

Ouça o álbum completo AQUI e veja o clipe! →

N.E.R.D. – Nothing On You

20 out

O N.E.R.D. pode ter decepcionado um pouco com um segundo single produzido pelo Daft Punk (não me pergunte como eles conseguiram) mas certamente não desapontam com esta nova aqui, “Nothing On You”, que tem a cara dos trabalhos antigos da banda. Se você não conhece nada além das novas músicas, pense nas batidas marcantes de “Boys”, da Britney, ou “LoveStoned”, do Justin, todas produzidas pelo próprio Pharrel, que você terá uma ideia. Com um ritmo acelerado, uma guitarra bem funky e um bridge à-la “To The Left/To The Right” de “Give It To Me” da Madonna (outra produzida pelo cara),  poderíamos dizer a distância que se trata de uma faixa da banda, além é claro, dos vocais estridentes típico do Pharrel. Fiquem com a música abaixo e aguardem o álbum completo, o Nothing, que dia 2 de Novembro.

♫ N.E.R.D. – Nothing On You

[Via]

Panda Bear – You Can Count On Me / Alsatian Darn

18 out

Depois do lançamento de “Tomboy”, seu novo single, e “Slow Motion”, seu b-side, Panda Bear acaba de lançar sua próxima música, que acompanhada de um b-side e dos próximos lançamentos formarão seu novo álbum. Assim como o último lançamento, o clima cinzento e embaçado ainda continua nessas duas aqui, com Panda Bear e seus famosos cânticos de igreja, que assim como diz o release da faixa, “soam como se o cara estivesse fazendo um dueto consigo mesmo”. O lado A do single, “You Can Count On Me” é imediata, e com os vocais tão convincentes quanto hipnotizantes do cara, ele consegue passar sua mensagem para o ouvinte de uma maneira sem igual.

O lado B, “Alsatian Darn”, consegue na verdade ser melhor do que a primeira. Ao contrário dela, que fica praticamente no mesmo ritmo, “Alsatian Darn” muda o tom algumas vezes, e embora não sendo tão imediata quanto, ela se mostra infinitamente superior depois de algumas ouvidas. Aqui, a música vai se revelando aos poucos, e seu refrão, por exemplo, só chega nos últimos minutos. Batidas são acrescentadas e assim como as outras do cara, você vai se sentir completamente absorvido se tiver paciência o bastante para investir na música. Ouça as duas logo abaixo e aguarde por Tomboy, o álbum, em algum dia de 2011.

♫ Panda Bear – You Can Count On Me

♫ Panda Bear – Alsatian Darn

Rihanna – What’s My Name (Feat. Drake)

15 out

Aqui está o oficial segundo single do Loud, novo álbum da Rihanna como todos devem saber. A ótima “Who’s That Chick”, na verdade, era apenas para um comercial do Doritos, e agora “What’s My Name”, com participação do Drake em sua edição final, ganha seu lugar oficial como sucessora do hit “Only Girl”, que chega bem a tempo de causar furor no seu final de semana. A música é daqueles RNB que cheiram a sexo, e assim, não é tão agitada quanto as anteriores, soando mais como uma mistura entre “Rude Boy” e “Te Amo”. De primeira fica a decepção por não termos mais uma música LOUD, mas  depois de ouvir algumas vezes o refrão começa a grudar, assim como o sotaque que Rihanna faz aqui, chegando a lembrar seus trabalhos antigos. Ouçam a música abaixo e aguardem pelo seu vídeo que deve sair muito em breve.

♫ Rihanna – What’s My Name (Feat. Drake)

Wolf Gang – Lions In Cages

15 out

Você provavelmente já se deparou com algo sobre o Wolf Gang, a banda mais underrated do ano. Bem, falo isso porque depois de pérolas como “The King and All of His Men”, “Pieces Of You e “Back to Back”, os caras deveriam ter mais reconhecimento. Por exemplo, semana passada saiu o novo single deles, “Lions In Cages”, e pouco ouvi falar sobre, no máximo no Pitchfork. Mas ainda tenho esperanças que tudo vai ser consertado até o debut previsto para 2011, e se depender desse primeiro single aqui, que já pode ser considerado um dos melhores do ano, os caras vão longe.

A música já saiu tem um tempo, mas agora está finalizada e produzida por Dave Friedmann, mesmo produtor de bandas como The Flaming Lips, Weezer e MGMT, e chega a soar bastante como os melhores trabalhos dessa última, só que com ainda menos sintetizadores que o primeiro disco e com um ar mais grandioso, bem à-la Arcade Fire. Dito isso, nem precisa dizer que o tom aqui é gigantesco, com sinos de ingreja, violinos e sintetizadores, coberto por uma produção que soa tão vintage quanto atual, e um refrão que tem tudo para ecoar mais nos grandes estádios do que nos clubes. Ouçam a música abaixo e aguardem por mais um belo álbum em 2011.

♫ Wolf Gang – Lions In Cages